Eletroestimulação muscular para celulite: como funciona?

No Comments

Resultado de imagem para Eletroestimulação muscular para celulite

Eletroestimulação muscular para celulite: como funciona?

Você conhece a eletroestimulação para combater a celulite? É uma técnica bastante inovadora e que te pode trazer boas oportunidades de reduzir a casca de laranja em diferentes partes de seu corpo. Vou explicar tudo o que precisa de saber sobre isso.
O que você vai aprender aqui?
A eletroestimulação é um dos métodos que mais está crescendo nos últimos tempos. E não é de admirar, porque, na realidade, funciona muito bem em uma ampla variedade de campos.
E é que, embora, neste caso, vamos falar sobre a eletroestimulação muscular, o certo é que a eletroestimulação é usado em uma grande variedade de domínios da saúde, com resultados muito positivos.
Trata-Se de uma técnica através da qual se aplicam pequenas descargas elétricas na área em que você tem que trabalhar e, deste modo, consegue-se que os músculos e as células de gordura subcutâneos são oxigenem e permitam que drenem líquidos e excesso de gordura.
Por isso, serve tanto para resolver o problema da celulite (como bem sabe, este problema encontra-se localizado em adipócitos), como emagrecer, como para fortalecer os músculos.

Como funciona a eletroestimulação muscular?
A eletroestimulação funciona de uma forma simples e localizada. Simplesmente, é colocado uma espécie de patches, colocados a uma máquina, e vão enviando diferentes impulsos elétricos, com diferentes potências.
É graças a esta aplicação muito específica, e o fato de poder manipular a potência com a qual são transmitidos os impulsos elétricos, que podem estimular tanto os adipócitos como os músculos (incluindo os mais profundos, que não pode ser exercido através de exercício).

O que preço tem?
O preço oscila entre os 60 e os 100 euros por sessão, dependendo da clínica e da cidade em que você o realize. Tendo em conta que são necessárias quatro ou oito sessões ao longo de um mês, o preço final será entre 240 e 800 euros por mês, dependendo do que seja necessário no seu caso específico.

Imagem relacionadaNão obstante, deve ter em conta que o preço de eletroestimulação para a celulite pode variar, dependendo dos seguintes fatores:
Pois é: o primeiro dos fatores que influenciam o preço da eletroestimulação muscular é o país em que você se submete ao tratamento. Como é evidente, os países mais pobres”, têm preços mais baixos para este tipo de intervenções, sem que isso signifique que o serviço seja de pior qualidade.
Área geográfica: ora, não só afeta o país, mas também a área geográfica da cidade em que você vai se submeter ao tratamento, mesmo dentro do mesmo país.
Prestígio da clínica: O prestígio da clínica também é algo que convém ter em conta. Como você pode supor, as clínicas que têm melhores críticas, têm preços mais elevados, por razões óbvias. Na minha opinião, sempre será preferível escolher clínicas com grande prestígio, embora sejam comparativamente mais caras.
Prestígio do especialista: Com o prestígio do especialista acontece o mesmo que com o prestígio da clínica. Quanto melhor for o especialista, o mais caro o serviço que oferece. E, novamente, eu recomendo escolher a melhor qualidade, embora o preço seja mais caro.
Serviços extra: Por outro lado, também convém ter em conta os serviços extras que oferecem os diferentes centros. Em alguns deles, se podem oferecer serviços adicionais, tais como planos especiais dietéticos de exercícios, uso de Lift caps funciona para diferentes aspectos de consultoria psicológica, ou outros serviços de mais de conforto. Tudo isso se tem que ter em conta.
Número de sessões: Por último, o número de sessões a que se vai submeter também influencia no preço. Cada pessoa é diferente, e algumas necessitam de mais sessões do que outras. Provavelmente, quanto mais sessões tiveres, mais baixo será o preço que tenha que pagar por cada uma delas.

Você tem algum tipo de risco?
O certo é que aeletroestimulação dos músculos é um dos tratamentos deste tipo implica riscos. Às vezes pode ter um pouco de formigamento, um pouco de dores musculares” nos músculos internos, mas nada além.
No meu caso em particular, o máximo que eu sofri foi um pequeno empurrão. E nem sequer posso afirmar que fora culpa de a porque, ao fim e ao cabo, trações sofremos todos alguma vez.
Assim que, em geral, pode-se dizer que a eletroestimulação muscular não tem efeitos colaterais, nem riscos nem perigos que convém ter em conta.

É uma solução definitiva?
Não, não é. E sinto decírtelo bem claro, mas eu acho que é minha responsabilidade por ter um site como este. Devo ser sincera e clara, para que nenhuma pessoa se leve engano.
A eletroestimulação para combater a celulite pode ser útil na hora de diminuir um pouco essa patologia, especialmente quando se encontra em suas primeiras fases de desenvolvimento, mas é totalmente insuficiente se o seu objetivo é eliminá-la por completo.
Você não deve se surpreender com isso. Ao fim e ao cabo, se fosse assim tão simples resolver o problema da celulite, não haveria tantas mulheres que a sofrem. Portanto, você deve ter presente que a eletroestimulação muscular, mas ajuda a reduzi-la, não a elimina por completo.
Como você pode ver, a eletroestimulação muscular para combater a celulite é realmente eficaz, e pode ajudá-lo a obter uma melhor aparência em diferentes áreas de seu corpo. De certeza que, depois de prová-la, não quer outra alternativa para acabar com a celulite.

Categories: Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *